Cinco anos de Profundo Amor…

Foto: Porto – 2007

Já passaram cinco anos JP… cinco aninhos da tua e da minha vida contigo…
Do tempo que parece ter passado velozmente, guardo eternas recordações que enchem o meu coração de orgulho e de uma imensa alegria… os risos e os sorrisos, as palavras e os olhares, os afectos e a partilha, a ousadia e a força, razões que fazem de mim a madrinha mais sortuda do mundo…
Parabéns, meu pequenino!

Já passaram cinco anos… cinco anos do mais profundo Amor…

Advertisements

2 pensamentos sobre “Cinco anos de Profundo Amor…

  1. Pois é… como o tempo passa! Há cinco anos atrás, mais precisamente no dia 22, andavas tu de braço dado comigo a caminhar de um lado para o outro, de um lado para o outro… no corredor da ala de partos da maternidade, à espera que o João quisesse nascer, e nada… fiquei com os pés numa lástima por causa daqueles chinelos de massagem (o interior era em crina…) que ao fim de alguma horas já não conseguia suportar e acabei por caminhar descalça…(lembras-te?). Continuei a caminhar no dia seguinte (já com uns chinelinhos mais confortáveis)… mas as caminhadas só nos levaram a bom porto através de uma cesariana… após dia e meio de induções para parto normal sem sucesso (nem uma contracção, nem ums dorzita, nem dilatação…) e assim já não pudeste assistir ao nascimento do nosso menino… E era tão merecido estares fisicamente presente naquele momento tão importante da minha vida! Sim, porque o teu pensamento esteve sempre lá, eu sei, eu senti a força, amiga!
    Mas estares comigo naquele momento seria o culminar de uma etapa em que foste o meu pilar, a minha base forte, os noves meses mais bonitos da minha vida antes de o João nascer, em que partilhámos as alegrias (foste a primeira a saber que era um menino, aliás, viste na ecografia o sexo primeiro que eu…), as angústias, os pequenos sustos… todas as emoções do estado de graça! Espero um destes dias viver todas estas emoções contigo 😀
    EU SOU UMA MULHER DE SORTE!!! Tenho a melhor AMIGA do mundo… sei que o teu colo é o meu confessionário, sei que nele tudo posso… Obrigada, Amiga! Amo-te!
    Ah… e o João tem a melhor madrinha do mundo, claro!!!

    E em jeito de inconfidência…
    A Carla recebeu um telefonema do meu marido às 14.15 do dia 23 a dizer «É agora…» e meteu-se num TAXI e com ar esbaforido e só disse «maternidade, p.f.». Pois o Senhor taxista achou que ela poderia precisar de cuidados urgentes e conduziu com toda a velocidade até à maternidade… um obrigada também a este senhor taxista, que ficou nas nossas memórias para sempre!

    E para terminar, quando eu ler este comentário ao teu afilhado vou ignorar a parte do «meu pequenino», tá?, porque ele vai dizer «madrinha, eu não sou pequenino, já sou muito crescido!»

    BEIJOS
    LOVE U

    PS – Este comentário devia ter sido feito ontem, mas compreendes as razões porque não o fiz… Sorry!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s