Esta coisa de gostar de alguém – Fernando Alvim

Esta coisa de gostar de alguém

Esta coisa de gostar de alguém não é para todos e por vezes — em mais casos do que se possa imaginar — existem pessoas que pura e simplesmente não conseguem gostar de ninguém. Esperem lá, não é que não queiram — querem — mas quando gostam — e podem gostar muito — há sempre qualquer coisa que os impede. Ou porque a estrada está cortada para obras de pavimentação. Ou porque sofremos de diabetes e não podemos abusar dos açúcares. Ou porque sim e não falamos mais nisto. Há muita gente que não pode comer crustáceos, verdade? E porquê? Não faço ideia, mas o médico diz que não podemos porque nascemos assim e nós, resignados, ao aproximar-se o empregado de mesa com meio quilo de gambas que faz favor, vamos dizendo: “Nem pensar, leve isso daqui, que me irrita a pele.”

Ora, por vezes o simples facto de gostarmos de alguém pode provocar-nos uma alergia semelhante. E nós, sabendo-o, mandamos para trás quando estávamos mortinhos por ir em frente. Não vamos. E muitas das vezes sabendo deste nosso problema escolhemos para nós aquilo que sabemos que invariavelmente iremos recusar. Daí existirem aquelas pessoas que insistem em afirmar que só se apaixonam pelas pessoas erradas. Mentira. Pensar dessa forma é que é errado, porque o certo é perceber que se nós escolhemos aquela pessoa foi porque já sabíamos que não íamos a lado nenhum e que — aqui entre nós — é até um alívio não dar em nada porque ia ser uma chatice e estava-se mesmo a ver que ia dar nisto. E deu. Do mesmo modo que no final de dez anos de relacionamento, ou cinco, ou três, há o hábito generalizado de dizermos que aquela pessoa com quem nos casámos já não é a mesma pessoa, quando por mais que nos custe, é igualzinha. O que mudou — e o professor Júlio Machado Vaz que se cuide — foram as expectativas que nós criámos em relação a ela. Impressionados?

Pois bem, se me permitem, vou arregaçar as mangas. O que é difícil — dizem — é saber quando gostam de nós e quando afirmam isto, bebo logo dois “dry” Martinis para a tosse. Saber quando gostam de nós? Mas com mil raios, isso é o mais fácil, porque quando se gosta de alguém não há desculpas nem “Ai que amanhã não dá porque tenho muito trabalho”, nem “Ai que hoje era bom mas tenho outra coisa combinada” nem “Ai que não vi a tua chamada não atendida”. Quando se gosta de alguém — mas a sério, que é disto que falamos — não há nada mais importante do que essa outra pessoa. E sendo assim, não há SMS que não se receba porque possivelmente não vimos, porque se calhar estava a passar num sítio sem rede, porque a minha amiga não me deu o recado, porque não percebi que querias estar comigo, porque não recebi as flores que pensava não serem para mim, porque não estava em casa quando tocaste.

Quando se gosta de alguém temos sempre rede, nunca falha a bateria, nunca nada nos impede de nos vermos e nem de nos encontrarmos no meio de uma multidão de gente. Quando se gosta de alguém não respondemos a uma mensagem só no final do dia, não temos acidentes de carro, nem nunca os nossos pais se sentiram mal a ponto de impossibilitar o nosso encontro. Quando se gosta de alguém, ouvimos sempre o telefone, a campainha da porta, lemos sempre a mensagem que nos deixaram no vidro embaciado do carro desse Inverno rigoroso. Quando se gosta de alguém — e estou a escrever para os que gostam — vamos para o local do acidente com a carta amigável, vamos ter com ela ao corredor do hospital ver como estão os pais, chamamos os bombeiros para abrirem a porta, mas nada, nada nos impede de estar juntos, porque nada nem ninguém é mais importante do que nós.

Fernando Alvim, Jornal Metro (13.10.07)

Encontrei este lindo texto do Alvim aqui, num cruzamento “acidental” na blogosfera e só podia fazer o que mais gosto: partilhar cada palavra com todos vós.
Acho que vale a pena pensar nisto…

9 pensamentos sobre “Esta coisa de gostar de alguém – Fernando Alvim

  1. Esta coisa de gostar de alguém… e não poder dedicar-lhe um post no dia do Aniversário é muito chato!

    Aqui fica um comment “Feliz Aniversário” hoje e sempre tudo de bom, desde familía, amigos, surpresas, lembranças e claro presentes… esta coisa de ficar mais velha um anito também deve ser bem recompensada🙂

    Parabéns Amiga!!!
    Beijo muito grande*

    Gostar

  2. Concordo contigo Zina… faz posts para os amigos (embora às vezes tarde, sim, mas mais vale tarde que nunca!) e não há post de hoje para podermos dar os parabéns…

    Mas eu acho que foi propositado este mesmo post, dois dias antes para disfarçar😀

    Esta coisa de Gostar de alguém é do caraças… a gente agarra-se às pessoas com cola UHU e depois fica-se colado para o resto da vida!

    Foi basicamente o que aconteceu connosco, Amiga… não foi com UHU, mas foi com Araldite, pois ficamos coladas as duas ao tecto!😀

    Hoje cá estamos para comemorar contigo mais um feliz aniversário.(embora só virtualmente). E venham mais 5, mais 10, mais 20… e que estejemos sempre aqui, nem que seja só virtualmente, para te desejar tudo de bom que há na vida, pois tu mereces!!!

    Um beijinho muito grande para ti e para os teus pais (afinal os mentores do projecto, num momento de inspiração… da obra de arte😀 )

    Beijinho muito especial e um xi-coração muito apertadinho do Joãozinho… que te ama até à Lua…

    Beijinho muito especial do compadri… *

    Gostar

  3. Pois é meninas… esta coisa de gostar de alguém tem muito que se lhe diga (estou um pouquinho atrasada eu sei mas estou aqui a fazer de conta que é dia 10 mas a gozar o feriado cá do sitio a 11) e a menina Carla é uma malandra adora dar um mimo quando menos se espera e quando se tenta fazer o mesmo faz de conta que não está por cá e que não se passa nada, como é?

    Muitos parabéns e espero que o dia tenha sido “trés spécial”.

    Fica bem e até sempre
    Um beijinho e um xi de ursa (este só é gasto em ocasiões e pessoas especiais).

    Gostar

  4. “Better than a gift given with a joyous heart
    Are sweet words spoken with a cheerful smile.”
    (Hindu wisdom)

    … as nossas palavras para ti são e serão sempre entregues com um sorriso enorme e, tenho a certeza, que são e serão sempre recebidas também com um sorriso da tua parte🙂

    beijinho doce Amiga*

    Gostar

  5. A TODOS, sem excepção, obrigada pelas palavras de carinho em mais um dia de aniversário, que foi muito bonito, cheio de sol e passado na companhia dos “mentores do projecto” (como diz a Alice), ou seja da mãe e do pai e foi muito, muito bom! Desculpem não ter respondido aos vossos comentários mais cedo, mas o computador resolveu pregar-me algumas partidas no passado fim-de-semana e só agora começa a querer funcionar, daí a minha ausência.

    Passemos agora a recados mais personalizados:

    Zina,

    Não preciso de post algum, pois tenho os melhores amigos do mundo, que me ofereceram o que de melhor têm… amor e dedicação. E tu és perita nisso, Amiga! Isso basta-me!🙂
    Beijinhos*

    Li,

    Já me conheces… era incapaz de fazer um post dedicado a mim e ao meu aniversário… iria andar uns dias com as faces coradas e bem envergonhada! Agora, ao contrário da família (a não escolhida), os Amigos (a família escolhida) até têm tido mais sorte, no que diz respeito a posts escritos em alturas festivas. Isso é verdade.

    O importante, tal como referista, foi a forma como nos “colámos” uma à outra, desde o primeiro dia que nos conhecemos (e já lá vão uns belos 18 anos). Se foi com UHU, Araldite ou até mesmo Supercola 3 não importa. Eu sei que estou e estarei sempre ligada a ti e aos teus para sempre, minha querida Amiga! ADORO-VOS! [Até à lua!]

    Beijinhos minha Amiga!*

    Cristina,

    Obrigada pelo teu beijo e pelo xi, que já percebi que só é oferecido em raras ocasiões. Sinto-me honrada!🙂

    Moura Aveirense,

    Obrigada.
    Beijinhos*

    Lili,

    Disso não há a menor dúvida, minha Amiga linda! As palavras serão sempre o melhor presente que alguém me poderá oferecer, sejam elas escritas, faladas, sussurradas…
    O sorriso é a companhia fiel!

    Beijinhos*

    Gostar

  6. Um belissimo texto que~, desculpa a lata😛, não hesitei em roubar-te e colocar no meu blog… Mas é uma grande verdade o que lá está escrito, faz-nos pensar duas vezes quando nos atiramos de corpo e alma para alguém.

    bjito

    Gostar

  7. Pingback: esta coisa de gostar de alguém « … outro cantinho Mari

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s