Poesia à mesa em S. João da Madeira…

Ruy de Carvalho, José fanha e Rão Kyao in

Rão Kyao, Ruy de Carvalho e José Fanha in “Poesia à Mesa” em S. João da Madeira – 21.03.09 –

As palavras que poderiam descrever o serão do passado Sábado, Dia Mundial da Poesia, são escassas perante a magia daquelas que tomaram de assalto o coração e a alma de todos os que resolveram comparecer à tertúlia, que juntou Ruy de Carvalho, José Fanha e o músico Rão Kyao nos Paços de Cultura de S. João da Madeira, concretizando, deste modo, uma iniciativa que deve ser louvada e que deve perdurar: “Poesia à Mesa”.

“Vou ler um poema de Florbela Espanca. É um poema muito bonito!refere Ruy de Carvalho, quando se prepara para ler “Ser poeta“… e eis que a palavra “bonito” ganha uma doçura acrescida na voz deste senhor, justificando talvez a razão da sua existência no nosso dicionário.

ruy_de_carvalho_8

Ruy de Carvalho in “Poesia à Mesa” em S. João da Madeira – 21.03.09 –

Cada poema ganhou vida própria, cada palavra assumiu o seu sentido, em interpretações distintas e belíssimas do actor português.

Ruy de Carvalho

Ruy de Carvalho in “Poesia à Mesa” em S. João da Madeira – 21.03.09 –

E assim se fez um passeio pela poesia portuguesa: de Ruy Belo a António Gedeão; de Florbela Espanca a  Miguel Torga; de Eugénio de Andrade a José Régio; de David Mourão Ferreira a Emanuel Félix. “As Raparigas lá de Casa”, um poema deste último poeta, foi dito por José Fanha… num momento que encantou o auditório.

José Fanha

José Fanha in “Poesia à Mesa” em S. João da Madeira – 21.03.09 –

Rão Kyao não disse poesia com palavras, mas ela aconteceu pelos sons da sua flauta de bambu, fazendo-nos transportar para outras paragens. “Tocar é falar com Jesus” diz o artista ao justificar a essência da sua música.

Rão Kyao

Rão Kyao in “Poesia à Mesa” em S. João da Madeira – 21.03.09 –

Estes três vultos da cultura portuguesa trouxeram, para além dos versos escolhidas para o momento,  uma das maiores  e melhores características do ser humano… o sorriso. As palavras ganham outro encanto, quando ditas a sorrir. As deles eram assim e entre as palavras deles e as  dos outros, deixei-me embalar e enlevar por momentos que seriam para sempre meus!

4 pensamentos sobre “Poesia à mesa em S. João da Madeira…

  1. Ainda ontem à noite, à mesa com os meus pais, a propósito de nada e de tudo, comentei pela milésima vez, o serão que passamos no sábado.🙂

    E por mais que tente encontrar as palavras ideais para o descrever, há sempre qualquer coisa que fica por dizer… porque aqueles momentos foram simplesmente fantásticos!

    Três grandes senhores, sem dúvida. Mas devo dizer que estou absolutamente encantada com o “meu” querido Ruy de Carvalho. Que é um grande actor, todos sabemos. Que é um grande senhor, cavalheiro, educado, todos também sabemos. Mas a magia daquela voz, o fervor e o êxtase que impregna a cada palavra declamada…

    Comemoramos o Dia Mundial da Poesia da melhor forma!
    Esperava assistir a uma tertúlia, ouvir uns poemas… mas o que aconteceu ali, naquela noite foi bem mais que isso😉

    Claro que não podiam faltar sorrisos! Muitos e que perduram até hoje, com toda a certeza, como o meu😀

    Beijos enormes amiga e OBRIGADA por estes momentos tão preciosos… finalizados com um belo de um sundae de caramelo…😛

    Gostar

  2. Pingback: Memórias que o tempo não rouba… | Por Outras Palavras…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s