António Feio na “Grande Entrevista”

António Feio - Caricatura de José Pinheiro

António Feio – Caricatura de José Oliveira

                                                                       Foto @ antoniofeio.com

Nunca foi tão requisitado pelos meios de comunicação, como nos últimos meses, e tudo por culpa de um cancro que ele quer vencer com todas as suas forças. Tenho pena que seja necessário um “bicharoco” destes, para que se perceba que ele está bem perto, como sempre esteve. E têm sido tantos os motivos para ser agraciado, entrevistado, homenageado – basta ver o seu portfolio. Na verdade, a vida é mesmo assim… ou é na maior parte das vezes. Só damos valor ao que temos quando a possibilidade de as perder se afigura diante de nós. Ele próprio admite que só agora se apercebeu que também a sua vida passou rápido demais, que repara mais no que o rodeia, que deveria ter sentido e vivido mais as coisas. O tempo revelou-se de repente sem complacência e ele agora quer fintá-lo.

No programa Grande Entrevista desta semana reforçou que é um homem cheio de energia positiva, agarrado à esperança e à vida, mas, como diz Judite de Sousa, “com medo que o amanhã não seja amanhã”. Gostei muito de ver a conversa dos dois. Foi uma entrevista muito fluída e dinâmica, que não particularizou nem compartimentou temas, como é comum.  A jornalista cruzou vida pessoal e profissional, da mesma forma que elas vivem e convivem no dia-a-dia do actor. Recorre ao humor para contornar a dor, porque sabe-o fazer como ninguém e porque conhece as vantagens de saber rir do impensável. Aliás, da vantagem sobre a doença diz que “se pudesse dava-lhe cabo do canastro só com humor”. Nunca se sabe!

Este é António Feio!
Força!

Podem assistir à entrevista na íntegra aqui.

4 pensamentos sobre “António Feio na “Grande Entrevista”

  1. Tive pena de não ter visto ontem a entrevista, mas não me foi mesmo possível.

    Mas não é necessário ver a entrevista para saber que o António é um ser humano excepcional, um grande SENHOR!!!

    Espero que ele dê cabo do “bicharoco” rapidamente e que nos continue a brindar com as suas doses de humor habituais.

    Tenho pena de não ter assitido ao espectáculo da “Berdadeira Treta” em Lavra (o único espectáculo que foi suspenso e não mais reposto)… mas tenho a certeza que não faltarão oportunidades de o ver ao vivo!

    Quanto ao receio de que o amanhã não seja amanhã…

    ATÉ AMANHÃ, ANTÓNIO!!!!

    Força!!!😉

    Gostar

  2. Porquê?…
    Porque é que este “bicharoco”, esta, esta… “coisa” aparece!!! Porque é que não se consegue controlar “isto”. Porque é que aparece, faz as pessoas sofrer, definhar e desaparecer. Porque é que temos de ver e olhar as pessoas nos olhos e ver a vida a escurecer e a apagar… dizemos força que vai correr tudo bem e a resposta que vemos é “estou cansado… não quero mais”.
    Porquê?…

    Gostar

  3. A resposta a esse “porquê?” duvido que alguma vez alguém consiga responder, pelo menos de forma a satisfazer as incertezas e os temores que se possam ter.
    Mas de uma coisa eu tenho a certeza, pequenos nadas, pequenos confortos, pequenos ralhetes de quem finge que está zangada e arranja sempre um mimo como quem não fez nada, o estares sempre presente mesmo quando pensas que estás invisivel. Acredita que dá um conforto e uma força enorme.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s