Um pouco de soul faz sempre bem à alma…

These arms of mine – Otis Redding

These arms of mine
They are lonely, lonely and feeling blue
These arms of mine
They are yearning, yearning from wanting you

And if you would let them hold you
Oh, how grateful I will be
These arms of mine
They are burning, burning from wanting you
These arms of mine
They are wanting, wanting to hold you

And if you would let them hold you
Oh, how grateful I will be
Come on, come on baby
Just be my little woman, just be my lover, oh
I need me somebody, somebody to treat me right, oh
I need your woman’s loving arms to hold me tight
And I…I…I need…I need your…I need your tender lips

Nem mais… :D

Não é fantástica a intemporalidade das palavras dos nossos mestres literários? O mestre Eça de Queiroz, por exemplo, não podia estar mais actual! 😀

Estou como tu dizias aqui há tempos: “Caiu-me a alma a uma latrina, preciso de um banho por dentro!”
Ega murmurou melancolicamente:- Essa necessidade de banhos morais está-se tornando com efeito tão frequente!… Devia haver na cidade um estabelecimento para eles.

Eça de Queiroz in Os Maias