Nem mais… :D

Não é fantástica a intemporalidade das palavras dos nossos mestres literários? O mestre Eça de Queiroz, por exemplo, não podia estar mais actual!😀

Estou como tu dizias aqui há tempos: “Caiu-me a alma a uma latrina, preciso de um banho por dentro!”
Ega murmurou melancolicamente:- Essa necessidade de banhos morais está-se tornando com efeito tão frequente!… Devia haver na cidade um estabelecimento para eles.

Eça de Queiroz in Os Maias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s