Um (valente) murro no estômago…

ReMoved by Nathanael Matanick

Uma curta-metragem excepcional, feita sob o ponto de vista de uma criança que sofre só, num mundo só seu, de vivências inimagináveis de tão atrozes que são, numa dor que lhe pertence, porque, como ela diz, só ela vive e viveu aquela dor… e ninguém a conhece como ela. Isso pesa na minha alma e abana o meu mundo seguro (do qual às vezes tenho a leviandade de me queixar). Pensar nas atrocidades que as atitudes dos outros (adultos ou não) podem fazer no coração de uma criança, que só merece amor, carinho, ternura, memórias bonitas e a promessa de um lindo futuro deixam-me desolada e zangada. Saber que existem inúmeros casos semelhantes e até piores deixam-me zangada e de coração apertado.

O filme é soberbo, mesmo que seja duro, cru e triste. Relata uma silenciosa e desumana realidade que muitos preferem calar, mas pretende também, na minha opinião, abrir um raio de sol no acto de adoptar e de consciencialização para a importância de o fazer do modo certo.

Por vezes precisamos deste ‘murro no estômago’ para acordarmos e fazermos algo de mais concreto pelos outros.

3 pensamentos sobre “Um (valente) murro no estômago…

  1. Ainda não tinha ouvido falar deste filme…
    Tenho dúvidas se alguma vez o conseguirei ver, mas gostava [mesmo sabendo que terminaria o filme de tal forma enojada e de estômago embrulhado]…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s