Synchrony

Acho que espantaria toneladas de cansaço! Bom fim-de-semana!

Testado e comprovado…

2552ea87942ddbe28e0d5341ea718c24

Imagem @ Pinterest

O mundo aos olhos do meu filh♥…

Na casa de banho.*

– Rodrigo, tens de escolher o que preferes. Sanita ou pote?
– ‘Boacha’ (bolacha)! 

Pois, como se controla o riso perante isto? 🙂

*Voltámos à senda do desfralde. Começámos do zero (façam figas, amigos).

Para interiorizar #15

Consciente, mas triste por me cruzar com tanta desumanidade. Para muitos ainda é difícil entender esta verdade de Dalai Lama, sobretudo quando o assunto é não magoar os outros (deliberadamente). 😦

588824e180b035c9f15295ad551e06eb

 

Imagem @ Pinterest

De como a alegria de uns pode ser a tristeza de outros…

unnamed

‘Nha Cretcheu’

Nha Cretcheu – Sara Tavares

Sair à rua com uma sede imensa
De te esquecer
Sentar-me num lugar com indiferença
Por não te ver
E de repente sei que é isto que eu não quero
Olhar à volta e saber que ainda te espero
Sentir a sensação de quem não está no seu lugar
Não quero lá estar
Assim…

Nha Cretcheu
Nha Cretcheu
Nha Cretcheu
Nha Cretcheu

Voltar a casa com um sentimento
De solidão
Fingir que estás no pensamento
Sem razão
E de repente sei que é isto que eu não quero
Voltar a casa e saber que ainda te espero
Fazer de conta que eu já estou no meu lugar
Não quero lá estar
Assim…

Nha Cretcheu
Nha Cretcheu
Nha Cretcheu
Nha Cretcheu

Nha Cretcheu…

Angustia-me a busca desenfreada pela fama, sem esforço e sem medir as (inevitáveis) consequências…

Só me ocorre repetir as palavras do grande Raúl Solnado:

'Neste país todos querem ser Camões, 
mas ninguém quer ser zarolho.'

Uma canção linda para o (meu) João…

Esta então parece feita de encomenda para o meu afilhado lindo, cá para mim o ‘ai Jesus’ de muita rapariga lá do liceu. 🙂
Mais uma canção simples e maravilhosa de Luísa Sobral! Bastaram estes dois versos para derreter o meu afectado ❤ .

'Todas na escola gostam do João
 propõem namorar num papel com sim ou não'

Confesso, também eu tive um deste papéis há quase três décadas. Pieguices, bem sei. Mas sabe tão, mas tão bem recordar! ❤

Da vontade de não querer ‘o que basta’…

 … porque ‘o que basta’ é pequenino, circunscrito, amedrontado. É (sobre)viver de migalhas do imenso que podemos conquistar.
Porque merecemos muito mais, porque há sempre mundos novos para desbravar. Importa querer e fazer acontecer. Abandonar amparos, sacudir o medo em excesso, aceitar que somos capazes de mudar. Só com balanço (ou mesmo ‘sacudidelas’) a vida poderá retribuir ‘o que falta’ em cada um de nós.
Não querer ‘o que basta’ poderá ser, ainda assim, um bom princípio! 

‘Tava Na Tua’ – Luiz Caracol c/ Sara Tavares

Despertei em graça
No meio da praça
E de um só momento
Eu fiz um momento

Procurei-te norte e sul
Todo o mapa mundo
Inventei-te e encontrei-te a cada segundo

Por querer mais, por querer tanto
Ao que é de mais, ao que é espanto

Saí daqui, subi á lua, sempre atrás de ti
Cobri o céu, tava na tua e..
Saí daqui, subí á lua, sempre atrás de ti
Cobri o céu, tava na tua e não resisti

Eu tava na tua

Ao som dos teus passos
Levantei os braços
Desci a ladeira
Sacudi poeira

Por querer mais, por querer tanto
Ao que é de mais, ao que é espanto

Saí daqui, subi á lua, sempre atrás de ti
Cobri o céu, tava na tue e..
Saí daqui, subí á lua, sempre atrás de ti
Cobri o céu, tava na tua e não resisti

Quando lemos as palavras certas* num dia que tem tudo para ser cinzento…

vida

“Se tens um abraço para dar, dá. Se tens uma desculpa a pedir, pede. Se tens um erro a corrigir, corrige. Se tens um amor para viver, vive. Se tens um nó na garganta, desata. Se tens medo, vai com coragem. Se não queres, diz «não». Se não sabes, pergunta. Se queres, pede.
Se magoa, perdoa. Se dói, esquece. Se não serve, arruma.
Se não estás bem, muda. E se tens fé, acredita.”

Imagem e texto no Às 9 no meu blogue

*Grata, Sofia!