Da vontade de não querer ‘o que basta’…

 … porque ‘o que basta’ é pequenino, circunscrito, amedrontado. É (sobre)viver de migalhas do imenso que podemos conquistar.
Porque merecemos muito mais, porque há sempre mundos novos para desbravar. Importa querer e fazer acontecer. Abandonar amparos, sacudir o medo em excesso, aceitar que somos capazes de mudar. Só com balanço (ou mesmo ‘sacudidelas’) a vida poderá retribuir ‘o que falta’ em cada um de nós.
Não querer ‘o que basta’ poderá ser, ainda assim, um bom princípio! 

‘Tava Na Tua’ – Luiz Caracol c/ Sara Tavares

Despertei em graça
No meio da praça
E de um só momento
Eu fiz um momento

Procurei-te norte e sul
Todo o mapa mundo
Inventei-te e encontrei-te a cada segundo

Por querer mais, por querer tanto
Ao que é de mais, ao que é espanto

Saí daqui, subi á lua, sempre atrás de ti
Cobri o céu, tava na tua e..
Saí daqui, subí á lua, sempre atrás de ti
Cobri o céu, tava na tua e não resisti

Eu tava na tua

Ao som dos teus passos
Levantei os braços
Desci a ladeira
Sacudi poeira

Por querer mais, por querer tanto
Ao que é de mais, ao que é espanto

Saí daqui, subi á lua, sempre atrás de ti
Cobri o céu, tava na tue e..
Saí daqui, subí á lua, sempre atrás de ti
Cobri o céu, tava na tua e não resisti

Um pensamento sobre “Da vontade de não querer ‘o que basta’…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s