Sobre o ‘Achas que sabes dançar?’

… que parece ter ‘apanhado o fio à meada’ e resultou.

Procuro ser coerente comigo própria em tudo o que faço. Assim, se há tempos falei aqui do menos feliz do ‘Achas que sabes dançar?’, aquando o início do programa, cá estou eu para FELICITAR as mudanças que, na minha opinião, fizeram a diferença e resultaram num programa de maior qualidade.

Não acho que tenha sido um sucesso gigante, mas considero que o modo como tentaram resolver alguns problemas de base e a descoberta de um registo próprio para a realidade portuguesa, podem ter sido excelentes mais-valias para uma possível nova temporada (assim espero, porque dificilmente se ‘vê’ dança na TV).
Estávamos a meio da temporada, quando se começaram a notar algumas alterações, que passaram pelo modo como como o júri falava com concorrentes e público em casa, pela escolha de novos coreógrafos e géneros (viram-se coreografias absolutamente geniais). Coincidência ou não, algo mudou também, quando o júri deixou de poder salvar os concorrentes em risco e a escolha passou a ser exclusivamente do público. Até aí houve muitas decisões estranhas e pouco claras. Adiante.
Diana Chaves soltou-se e conquistou o seu lugar na apresentação, num estilo muito próprio, solto, sem artifícios e lugares-comuns. Mostrou que sabe estar em palco, conduzir um programa em directo e receber com elegância e cuidado todos os que lá passavam. Não tinha de ser a Cat Deeley e não foi. Foi a Diana Chaves! E isso foi conquistado naturalmente por ela! Ainda tem caminho a percorrer, mas o programa de Domingo foi inteiramente dela. Aliás, acho que foi a sua melhor prestação!
Os 4 finalistas eram TODOS excelentes concorrentes e qualquer um poderia ter ganho, mas a vitória pertenceu a Liliana Garcia! Adorei o desfecho!


Imagem @ AQSD

Foi, desde o início, a minha concorrente preferida! Teve uma presença simples, descontraída, mas destacada enquanto bailarina, tendo executado de forma exímia todos os estilos de dança e, por isso, uma artista muito completa, mas esta preferência explica-se obviamente pelo meu gosto pessoal. [ver aqui o último solo dela no AQSD, que é só um exemplo das muitas maravilhosas performances.] Aconteceu o mesmo com o talentoso Marco Ferreira, que ganhou a primeira edição do programa. Tenho uma especial admiração por este estilo de dança – contemporâneo, urbano ou de fusão. A partir de um conjunto de movimentos fluídos, esguios, aparentemente descoordenados e quase a roçar o improviso (que tem de ser trabalhado para ser bom, já se sabe) e que parecem buscar a desconstrução do movimento perfeito (algo que me seduz, apesar de eu própria ser uma perfeccionista), o espectador é conduzido invariavelmente para o despertar de emoções e sensações várias. Isto fascina-me, admito!!!

Dou os parabéns a toda a equipa AQSD e espero que em breve possamos ter outra temporada. O mais difícil já está feito. Portugal sabe dançar!!!

Advertisements

2 pensamentos sobre “Sobre o ‘Achas que sabes dançar?’

  1. Segui o programa desde o início e também acho que mudou para muito melhor lá mais para o final. Gostava muito da Liliana, desde o início, e emocionei-me com quase todas as suas coreografias, mas também ficaria muito feliz se tivesse ganho o Gonçalo. Aquele rapaz dança tudo com paixão e dedicação. 😉

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s