Ninguém tem culpa, mas há dias menos fáceis…


* Nada de grave, obrigada. Aliás, este é o pensamento que sigo (ou tento, pelo menos)!