Imagens da alma…


Imagem @ Pinterest

Hoje, mais do que nunca…

confiar

Imagem e palavras da querida Sofia*, aqui
*(Eternamente) grata pelas palavras e pela partilha! ❤

5 minutos de uma gigante lição de vida…

Precisamos de tão pouco para ser feliz…

Estado de alma…

Grata à música que ajuda, quase sempre, a expiar o que vai cá dentro!


‘Heaven’ de Carolina Deslandes

Work in progress << Da vida e do que (posso e quero) fazer para a viver bem #9

 

meu querido coração,
é em ti que moram todas as dúvidas, mas também todas as certezas. é de ti que saem as mais difíceis, mas também as melhores decisões.

é do teu lado que permaneço sempre que preciso de me encontrar. é pelo teu «tenta outra vez» que espero quando não sei o que fazer.

é pela confiança que me dás na bússola que sabe sempre. é pela vontade persistente que manténs e que me ajuda a seguir em frente. é pela voz serena que me abraça quando preciso de mais fé. é pelo lugar bonito que és porque aloja as pessoas-sol da minha vida.

sinto-me agradecida a ti. profundamente agradecida.

por cuidares de mim, por gostares de mim, por seres bom para mim, por me ensinares, todos os dias, a conjugar com alegria o verbo viver e com resiliência o verbo acreditar: o que é meu chega com o tempo e o que não é vai-se com ele.

# obrigada.

Texto e imagem da querida Sofia*, aqui
*(Eternamente) grata pelas palavras e pela partilha! ❤

Para interiorizar #24

Imagem @ Project Happiness

Quem nunca sentiu dor de alma não sabe o que é sentir dor de alma…

Pode até entender, fazer um esforço para apoiar, pode ler e saber os elementos teóricos que a explicam. Mas não sabem o que é, porque não a sentiram. Não sabem que ela nos rasga o peito e nos dilacera o coração. Não sabem que ela nos percorre o ser num caminho desnorteado, do qual não sabemos o fim ou se tem fim. Não sabem que ela nos encaracola num casulo que parece proteger, mas que no fundo é tão-somente uma casa abandonada. Não sabem que ela nos arranca o riso e o sorriso e nos devolve um triste e sombrio semblante, que reflecte o imenso vazio que ganhou terreno dentro de nós. Não sabem que ela nos rouba o mais precioso bem: a vida.
Não sabem que alguns ‘regressam’ (nunca iguais, mas regressam) e que outros nunca encontram o caminho.

Quem nunca sentiu dor de alma não sabe o que é sentir dor de alma.
Eu já senti dor de alma! E, por isso, compreendo notícias como esta.

Para interiorizar #23


Imagem @  Harold’s Planet

… num dia em que a dor e a ausência ganham mais força. O poder das datas! 😦

Work in progress << Da vida e do que (posso e quero) fazer para a viver bem #8

 

“não temas fazer o caminho de regresso a ti. não temas o julgamento dos outros.

recomeça sempre que [a vida] não te fizer sentido.

arruma a casa, a cabeça e a vida.
vai guardando tudo o que precisas de guardar. vai largando tudo o que pesa muito e te prende ao chão.
desfaz-te das ilusões que um dia fizeram parte dos teus dias. e que hoje, quando páras e as observas, já não cabem em ti.

e mesmo que outros achem que essa volta de 180º é a coisa mais difícil da tua vida, tu vais saber que o verbo que metade do mundo conjuga não é o que queres praticar no equilíbrio certo de ti: ter.

e que tudo o que procuras, e que queres continuar a aprender todos os dias, é a conjugação certa, mesmo que imperfeita, do verbo que te move: SER.

Texto e imagem da querida Sofia*, aqui
*(Eternamente) grata pelas palavras e pela partilha! ❤

|Palavras que me constroem, que ajudam a preencher lugares vazios ou dão resposta às perguntas em aberto!|

 

Competência para sentir…

… ainda que por breves, mas felizes momentos! Uma das imensas grandezas e honras do ser humano! 

‘A few times in my life I’ve had moments of absolute clarity, when for a few brief seconds the silence drowns out the noise and I can feel rather than think, and things seem so sharp. And the world seems so fresh as though it had all just come into existence. I can never make these moments last. I cling to them, but like everything, they fade. I have lived my life on these moments. They pull me back to the present, and I realize that everything is exactly the way it was meant to be.’

“A Single Man” [2009]