♥ 3 de Abril de um ano diferente ♥

3 de Abril! Hoje é dia de aniversário dos meus avós. Dos meus queridos avós maternos! Da Avó Alice e do Avô Carlos! Dos bisas do meu pequenino! ❤
Quis o universo (ou qualquer outra força que só pode ser muito bonita) que, para além de um amor, de uma vida e de uma família em comum, celebrassem o aniversário no mesmo dia, com uma diferença mínima de anos. E essa coincidência continua ainda hoje a deixar-me imensamente feliz!

avós

3 de Abril de um ano diferente! Pela primeira vez, em quase 60 anos, festejam este dia em locais diferentes, mas juntos no coração. A avó Alice vai ter junto dela todos os que puderem mimá-la o mais possível, com beijinhos, abracinhos, sorrisos (uns mais rasgasdos, outros ainda molhados), tropelias dos mais pequeninos, um ‘abacho’ do bisneto mais novo e algo docinho para serenar o coração na hora dos parabéns; o avô Carlos está num sítio especial há perto de 5 meses, num local em que as festas serão certamente surpresa,em que aparecerão amigos de longa data, familiares que o vão rever e novos amigos que entretanto já fez. É quase certo que, mesmo lá em cima, ele ficará muito contente. Perceber-se-á isso pelo sorriso singelo e pelo brilho dos seus olhos pequeninos. Irá dizer de certeza que não queria dar trabalho, nem ao mais descansado dos anjos. É assim o meu avô. 🙂

Hoje, no dia 3 de Abril de um ano diferente, celebra-se o aniversário dos meus avós queridos! Nada será como dantes, mas depende de nós fazer com que a memória deste sorrisos se mantenha para sempre! ❤

♥Dia do Pai e ‘um abacho’

Olá pai! ‘Ké um abacho’ (quero um abraço)!
Estas são para já as palavras de grande amor e cumplicidade que o nosso mais pequenino usa para saudar o Pai, assim que o vê (seja quando acorda ou quando o vê chegar do trabalho). Hoje, para além das palavras, recebeu-o com um ‘coaxão bimelho’ (coração vermelho) que eu ajudei a decorar, tal como aconteceu com a pintura das enormes letras do Homem da sua vida! Hoje celebrou-se assim o dia do pai do nosso pequenino e, embora eu não dê grande importância a estes datas, quero que ele um dia saiba que tem memórias destes dias e que os afectos se fazem tanto com palavras como com pequenos gestos. Como o de hoje! ❤

dia do paiII

Adoro esta amizade do meu amor pequenino…

livros_amigos

‘E eu não preciso de ti. E tu também não precisas de mim. (…) Mas, se tu me cativares, passamos a precisar um do outro. Passas a ser único no mundo para mim. E eu também passo a a ser única no mundo para ti.’

in 'O Principezinho' de Antoine de Saint-Exupéry

Acho que é a primeira vez que falo da Rita Pereira no meu blog…

… e, apesar de não seguir muito do seu trabalho enquanto actriz, sempre a considerei uma mulher com um talento natural, enquanto modelo, mas que, apesar disso, trabalhou muito para chegar ao nível que hoje apresenta em muito dos seus trabalhos. Hoje falo dela porque fiquei siderada com as fotos que publicou na sua página de facebook, numa sessão fotográfica para a mais recente campanha da estilista Micaela Oliveira. Sei que a minha opinião é de puro amadorismo, mas acho mesmo que o resultado não fica atrás de muitas produções de outros países. E era só isto!

Imagens daqui

O primeiro projecto (familiar) DIY…

É verdade que o ‘Natal é quando um Homem quiser’, mas, neste caso, parte da culpa desta partilha tardia é das viroses que resolveram ‘assentar arraiais’ por cá e tomar conta do pouco tempo que tínhamos. Ainda assim, apresento-vos A NOSSA ÁRVORE DE NATAL, toda DIY. Um orgulho! A partir de algumas imagens do Pinterest, uns pedaços de paletes de madeira, sprays de diferentes cores, imagens de enfeites natalícios impressos, cortados e pintados (claro que o marido fez a maior parte, é certo), muito amor, carinho e dedicação, uma imensa vontade de fazer algo diferente em termos de decoração natalícia e, sobretudo, a intenção de construir algo juntos, que incluísse o nosso pequenino, trouxe-nos a este resultado. Voilá!

Árvore de Natal'13 - DIY

Amor, comboios e legos…

Eu adoro a madrinha do meu filho!  O meu filho adora comboios (tal como eu). Madrinha linda oferece um comboio de legos ao seu afilhado. Filho lindo adora o comboio (a mãe também). A mãe sabe que os legos fazem maravilhas ao desenvolvimento das crianças. Filho lindo não percebe logo a dinâmica deste brinquedo e grita, a cada minuto, numa tristeza que dói no meu pobre de mãe ‘mamã, o ‘boncoio patiu‘, que é como quem diz ‘Mãe, isto desmantelou-se tudo. E agora, o que é que eu faço?’. Mãe, que adora a madrinha linda do seu filho, passou a DETESTAR LEGOS. Mas continua a gostar de comboios. 🙂

* Peço desculpa à madrinha do meu filho, que não gosta que falem dela assim, mas, minha mana linda, foi assim que as palavras quiseram aparecer… e eu deixei. 🙂 Acredito ainda que em breve ele vai adorar brincar com o seu comboio e eu até admito voltar a gostar de Legos. O amor entre nós, que é maravilhoso, é ainda assim a única certeza que posso garantir nesta equação. 

♡ ♡ ♡

comboio dos números (Lego Duplo)

Acho que o meu filho descobriu a sua arte…

Descobriu também os ‘pápis’ (vulgo lápis) e as paredes lá de casa. 🙂
Mesmo na parede do hall de entrada.
Olhos de mãe vêem um coração e isso já é o suficiente para sorrir, enquanto olha para a ‘pintura abstracta’ e pensa como lhe vai custar apagar a sua primeira obra de arte. 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

★ Avô Carlos ★

Os últimos dias foram difíceis e tristes, marcados por uma perda muito grande. O meu avô deixou-nos… e o meu mundo ficou mais pobre. 😦
Ainda não consigo ‘significar’ esta minha dor de alma, o aperto no coração, aceitar o vazio e o facto de ‘já não o ter’ aqui, bem perto. Acalma-me e aquece o meu coração e o meu pensamento saber que fiz tudo para que o meu avô Carlos estivesse sempre connosco, que fizesse parte da minha (nossa) vida e foi um privilégio ter sentido a sua presença sempre calma e educada, o sorriso aberto, a emoção fácil de quem valoriza os afectos e, sobretudo, a imagem da sua imensa alegria de nos rever. Momentos lindos!!!

Estará sempre no meu !!! Descanse em paz, meu avô lindo e ‘bisa’ do meu pequenino, que tanto gosta de si! Um dia irei contar-lhe todas as vossas histórias destes dois bonitos anos juntos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

‘Que coisa linda que os filhos são!’

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Filhos… Filhos?
Melhor não tê-los!
Mas se não os temos
Como sabê-los?
Se não os temos
Que de consulta
Quanto silêncio
Como os queremos!
Banho de mar
Diz que é um porrete…
Cônjuge voa
Transpõe o espaço
Engole água
Fica salgada
Se iodifica
Depois, que boa
Que morenaço
Que a esposa fica!
Resultado: filho.
E então começa
A aporrinhação:
Cocô está branco
Cocô está preto
Bebe amoníaco
Comeu botão.
Filhos? Filhos
Melhor não tê-los
Noites de insônia
Cãs prematuras
Prantos convulsos
Meu Deus, salvai-o!
Filhos são o demo
Melhor não tê-los…
Mas se não os temos
Como sabê-los?
Como saber
Que macieza
Nos seus cabelos
Que cheiro morno
Na sua carne
Que gosto doce
Na sua boca!
Chupam gilete
Bebem xampu
Ateiam fogo
No quarteirão
Porém, que coisa
Que coisa louca
Que coisa linda
Que os filhos são!

‘Poema Enjoadinho’ de Vinicius de Moraes (daqui)